Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Etiquetas:

A saga Planeta dos Macacos

9782260013990FS.gif

Um planeta onde os macacos são a raça dominante e os humanos são personagens secundárias, não é algo novo. A ideia é francesa e vem dos anos 1960. Pierre Boulle publicou em 1963, La Planète des Singes. Cinco anos depois, a história chegou ao cinema, já em inglês. A ideia explora o medo humano de não tratarmos bem os animais e a perspectiva deles um dia evoluirem e vingarem-se (ideia explorada mais graficamente em Zoo, nova série do Netflix). Explora ainda as parecenças entre os símios e os humanos e como as diferenças podem ser rapidamente suplantadas.

planet-of-the-apes-group.jpg

O Homem que Veio do Futuro, com Charlton Heston (também conhecido por Ben-Hur ou Os Dez Mandamentos) como protagonista, contava a história de um astronauta, cuja nave cai num planeta desconhecido, muito semelhante à Terra mas com os macacos a dominarem. Heston é um ser humano inteligente, o que causa surpresa e animosidade nos macacos. É uma das obras-primas do cinema e a cena final ficou para a história da Sétima Arte. A história continuou a ser explorada nos anos 70 com O Segredo do Planeta dos Macacos (1970); Fuga do Planeta dos Macacos (1971); A Conquista do Planeta dos Macacos (1972) e Batalha pelo Planeta dos Macacos (1973).

15046526.jpeg

Em 2001, Tim Burton fez renascer a saga, com Planeta dos Macacos, um remake do filme de 1968, que não colheu os favores da crítica, mesmo com um elenco de luxo, que incluía Mark Wahlberg, Tim Roth, Helena Bonham Carter, Michael Clarke Duncan, Paul Giamatti e Estella Warren.

planeta-dos-macacos-06-g.jpg

Em 2011, nasce uma trilogia que funciona como sequela da história original. Em Planeta dos Macacos: A Origem, James Franco é o cientista Will Rodman, que na busca para o Alzheimer, acaba por inventar um vírus que torna os símios mais inteligentes. À medida que os macacos ficam mais inteligentes e percebem como são mal tratados pelos seres humanos, nasce uma revolta que acabará, eventualmente, com o total domínio do planeta.

maxresdefault (1).jpg

Planeta dos Macacos: A Revolta chegou em 2014 e trouxe confrontos armados entre humanos e símios. Depois de percebermos que o vírus que tornou os macacos inteligentes, dizimou grande parte da raça humana, vemos que o macaco do primeiro filme, César (Andy Serkis), se tornou no líder da comunidade símia. No entanto, há divisões internas. Koba, braço direito de César apela à morte dos sobreviventes humanos, enquanto que o seu líder defende uma coabitação tão pacifica quanto possível. Do outro lado, Malcolm (Jason Clarke) também defende a paz mas tal como César enfrenta desafios. Obviamente, César e Malcolm falham e a guerra aproxima-se.

maxresdefault.jpg

Guerra essa que estala em Planeta dos Macacos: A Guerra, já deste ano. Vamos encontrar os macacos fortemente organizados e liderados por César mas sem intenções de guerrear, ainda que estejam preparados para isso. Quando se prepara para guiar a sua “tribo” para um sítio longínquo onde possa viver em paz, o quartel general de César é invadido e o seu filho mais velho e mulher são assassinados. Em busca de vingança, César vai atrás do sinistro Coronel (Woody Harrelson). É o concluir perfeito de uma trilogia que deu nova vida à saga, com Andy Serkis (Gollum, entre muitas outras interpretações) perfeito no papel de César e Woody Harrelson como o vilão ideal que faz com que fiquemos sempre do lado dos símios.

Autoria e outros dados (tags, etc)

17.07.17






Barbearias & Cabeleireiros

GENERALISTAS

FEMININOS

MASCULINOS





aRmário

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D