Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Etiquetas:

Crónica de um vendedor de sangue

crónica de um vendedor de sangue.png

Traduzido para português e editado por cá há cerca de um mês, este “Crónica de um vendedor de sangue” leva-nos até uma pequena cidade chinesa algures nos anos de governação de Mao Tsé Tsung. No centro da trama está Xu Sanguan, um operário de uma fábrica de seda que constitui família e tem três filhos. Trabalhador e poupado, a vida parece correr-lhe bem até que descobre o filho mais velho é, afinal filho de outro homem. Revoltado com a mulher (não parece interessar que afirme ter sido violada) e com a vida, Xu Sanguan deixa-se levar pelo seu grande coração e acaba por aceitar o filho como seu, como tinha feito nos nove anos anteriores.

O advento do comunismo traz diversos problemas à família Xu. Fome, uma vez que os fogões e outra propriedade provada são abolidos e as cantinas tidas como solução depressa se esgotam; a vergonha da mulher, apontado como prostituta e exemplo para as outras mulheres e a ida dos dois filhos mais velhos para o campo, para trabalharem em prol do país em condições severas. Xu Sanguan responde a todos os problemas, que no fundo são sempre um - falta de dinheiro, com idas ao hospital local onde pode vender sangue a bom dinheiro (delicioso o pormenor de, depois de vender o seu sangue ao Mestre Li ir comer fígado de porco frito e licor de arroz aquecido, como forma de restabelecer as forças do corpo). Para ajudar a família e acudir a todos, começa a fazer visitas cada vez mais frequentes ao comprador de sangue, sacrificando-se pela família.

Uma história aparentemente simples e escrita com suposta ingenuidade e até infantilidade mas que descreve cruamente a sociedade chinesa dos anos 50 e o advento do comunismo e efeito que teve numa população já de si miserável. Muito interessante a escrita precisa, direta e ternurenta de Yu Hua que faz parecer estar a contar as pequenas desventuras de uma família quando na verdade conta uma parte importantíssima da história chinesa. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

23.05.17






Barbearias & Cabeleireiros

GENERALISTAS

FEMININOS

MASCULINOS





aRmário

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D