Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Marvel no Netflix

jessicajonesdaredevil-157363.png


Quando chegou a Portugal, a 21 de outubro, o Netflix trouxe Narcos e Daredevil como bandeiras. Um mês depois, quando terminou o período de teste grátis, chegou Jessica Jones. Daredevil e Jessisca Jones têm várias coisas em comum mas, em termos de estratégia do canal de streaming norte-americano, só uma interessa: resultam de uma parceria com a Marvel, toda-poderosa editora de livros de banda desenhada.


Daredevil apresenta Charlie Cox (conhecido pela participação em Boardwalk Empire, por exemplo) como um advogado cego e idealista que, de noite, se transforma num vigilante de máscara preta (há-de evoluir para o cor de vinho mais conhecido do mundo). Matt, o advogado, ficou órfão muito cedo e cego ainda mais cedo. Mas é claro, que os seus outros sentidos ficaram de tal forma apurados que não há nada que lhe escapa ou ada que não consiga fazer. Para o ajudar tem Foggy (Elden Henson), amigo de sempre e advogado com o qual partilha uma sociedade sem grande sucesso comercial e Karen (Deborah Ann Woll), primeira cliente da sociedade e agora secretária e amiga. Claire (Rosario Temple) também faz a sua aparição como enfermeira, confidente e namorada de Matt/Daredevill. O objetivo, claro, é combater o crime em Hell´s Kitchen e derrotar o vilão. Neste, caso, acima da máfia japonesa, chinesa e russa está Wilson Fisk, um monstruoso vilão que quer também melhorar a cidade mas matando e destruindo todos os que não se enquadrem no seu plano. Vicent D´Onofrio é brilhante nesse papel. E tem a ajuda da lindíssima Vanessa (Ayelet Zurer). Fantástico ambiente noir, boa história e belas lutas.


Bem mais negro é o mundo de Jessica Jones (Kristen Ritter num papel de destaque como não está habituada mas onde vai muito bem). Também ela órfã viveu como irmã adotiva de Trish (Rachel Taylor) até a salvar de uma mãe abusadora e sempre a pensar no dinheiro a ganhar com ela. Adulta, Jessica tornou-se numa alcoólica e detetive privada, sempre com problemas de dinheiro. Sabemos depois que Jessica já foi um pouco menos negra antes de conhecer Kilgrave. E Kilgrave (David Tennat) é um dos mais brilhantes vilões da história do entretenimento. Kilgarve tem a habilidade de dizer a qualquer pessoa para fazer o que ele quer. Literalmente. Às tantas até se queixa desse fardo (“uma vez disse a um homem para se ir lixar. Imaginas o que é isso?”). Mas não tenhamos pena. Kilgrave é mau e tem prazer nisso. E Jones tem que para-lo. Umas das melhores séries do Netflix e uma que agradará a quase todos, mesmo os que não apreciam o universo Marvel. É que, força extraordinária à parte, Jones é uma rapariga quase normal com os seus medos e anseios.

Autoria e outros dados (tags, etc)

30.11.15






Barbearias & Cabeleireiros

GENERALISTAS

FEMININOS

MASCULINOS





aRmário

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D