Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Etiquetas:

Thor: Ragnarok

hela-ragnarok.png

Os filmes da Marvel levam-se cada vez menos a sério e estão cada vez melhores. Ao contrário dos filmes DC, que se apresentam envoltos numa névoa de pesada seriedade que acaba por não resultar (se bem que Wonder Woman mostre um salto qualificativo considerável), os filmes Marvel quase que são boas comédias, com alguma (boa) ação pelo meio. “Thor: Ragnarok” ilustra bem o paradigma. Num das cenas iniciais, temos um teatro em Asgard, “terra” natal de Thor, na qual o elenco conta com Matt Damon, Sam Neill e Luke Hemsworth, irmão do protagonista. Temos também Stan Lee a aparecer uns segundos a mais do que é habitual, como barbeiro de Thor e ainda uma aparição de Benedict Cumberbatch e do seu Dr. Strange.

Vamos à história. Odin (Anthoby Hopkins), pai de Thor e Loki, exila-se na Noruega (terra de Vikings), para morrer. A sua morte era a única coisa que mantinha a irmã mas velha de Thor aprisionada. Hela (Cate Blanchet), Deusa da Morte, a primogénita de Odin foi sua aliada durante séculos, ajudando a construir as riquezas de Asgard, lutando com o pai. Quando as suas ambições se tornaram desmedidas, Odin aprisionou-a. Regressada, Hela toma as rédeas de Asgard e prepara-se para continuar as suas conquistas.

Enquanto isso, Thor vê-se prisioneiro num estranho planeta. Capturado por uma antiga Valquíria (Tessa Thompson), uma espécie de amazona de Asgard, é vendido como escravo e usado como gladiador. O seu novo dono é Grandmaster (um excelente Jeff Goldblum) que dá ao seu povo, “pão e circo”. Thor deve lutar contra o campeão de Grandmaster, invencível. Mas o tal campeão acaba por se revelar Hulk (Mark Ruffalo). O estranho duo de amigos, juntamente com Loki (Tom Hiddleston) e Valquíria rumam a Asgard, para, com a ajuda do leal Heimdall (Idris Elba) retirarem Hele do trono.

Uma viagem bem-disposta e tecnicamente irrepreensível ao mundo Marvel, que conta ainda com interessantes prestações de Karl Urban, Taika Waititi (que realiza), Clancy Brown ou Ray Stevenson.

Autoria e outros dados (tags, etc)

06.11.17






Barbearias & Cabeleireiros

GENERALISTAS

FEMININOS

MASCULINOS





aRmário

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D